segunda-feira, 2 de maio de 2016

O Miradouro da Grota do Inferno





O Miradouro da Grota do Inferno

Este Miradouro apresenta-se dentro do espaço da Zona de Paisagem Protegida das Sete Cidades e tem uma das mais espantosas paisagens da ilha de São Miguel.




Apesar de ser a imagem mais vista nos catálogos das  agências de viagem a promover os Açores, a verdade é que o Miradouro da Grota do Inferno  passa por vezes despercebido a quem visita São Miguel, principalmente ao fim de semana que os portões de entrada do Parque Florestal da Mata do Canário estão fechados.

Não deixa de ser curioso o facto de muitos acessos a parques, trilhos, miradouros e lagoas se encontrem encerrados ao fim de semana.

Para chegar ao Miradouro da Grota do Inferno, saia de Ponta delgada com destino à lagoa das Sete Cidades, antes da descida para a localidade encontra do lado direito o portão de acesso ao Parque Florestal da Mata do Canário, do lado esquerdo na direcção do portão existe um parque de estacionamento de terra batida com indicações de alguns trilhos.

Pode entrar com o carro no Parque Florestal, mas tenha atenção aos horários de funcionamento que estão afixados numa placa junto ao portão. Siga pelo caminho de terra batida,  passe o parque de merendas e siga em frente até um pequeno parque de estacionamento.

Em frente do parque de estacionamento encontra alguns degraus esculpidos na terra delimitados por troncos que dão acesso a um pequeno miradouro da Lagoa do canário, vire à esquerda e suba o trilho. Não deixe de apreciar a beleza da vegetação da Mata, é quase impossível não pararmos várias vezes para apreciar o manto de musgo que cobre os muros salpicado de pequenas flores e insectos. São alguns minutos até chegar ao  conhecido carreiro escarpado que conduz ao Miradouro da Grota do Inferno, mas nem damos pela subida tal é a beleza que vamos contemplando ao longo do percurso.












O Miradouro da Grota do Inferno é um lugar incrível, que nos transmite muita paz com uma vista de cortar a respiração, onde podemos observar a  Lagoa das Sete Cidades, a Lagoa Rasa, a Lagoa de Santiago, a Lagoa do Canário, parte da povoação das Sete Cidades e da Serra Devassa. Está situado a uma altitude de 730 metros,  ao fundo avistamos  o mar e a montanha no meio de uma vegetação  selvagem.













No regresso, pode deixar o carro no parque de estacionamento de terra batida que se situado do outro lado da estrada em frente ao portão de entrada da mata, voltar a pé, entrar novamente na Mata e seguir o trilho junto ao portão do lado esquerdo devidamente assinalado, que desce até à Lagoa do Canário.




A Mata do Canário é uma zona densamente arborizada onde se observa uma variada, abundante e riquíssima floresta em que predomina a flora endémica típica da Macronésia.










Miradouro da Vista do Rei

O nome de Vista do Rei deve-se ao facto de neste  local  o rei D. Carlos e a rainha D. Amélia terem parado para apreciaram a vista, quando da sua visita a São Miguel, em 1901. A vista maravilhosa sobre as diversas lagoas alcança em simultâneo a costa sudoeste e o oceano atlântico.






O melhor sitio para fotografar  a Lagoa das Sete Cidades é o Hotel Monte Palace, hoje abandonado e em ruínas. Apesar de ter vivido dias de grande glória proporcionados pelas suas 5 estrelas, assim que deixou de ter segurança foi saqueado e destruído, sendo hoje um local com algum perigo. Mas apesar disso,  ninguém resiste a visita-lo,  quer pela magnifica vista das varandas ou simplesmente por curiosidade.





O Miradouro da Vista do Rei oferece-nos uma vista fantástica da Lagoa das Sete Cidades. Quando está bom tempo e o sol incide nas lagoas, podemos ver a diferença das cores, uma verde e outra azul.
Como o tempo estava muito nublado não tivemos a sorte de ver os contrastes.





A partir do Miradouro da Vista do Rei pode fazer várias caminhadas.
Seguindo-se sempre a cumeada, circunda-se quase toda a Lagoa, por caminhos com vistas maravilhosas, constantemente acompanhados pelo verde da vegetação, pelos sons das aves e pelo ar puro, por vezes cortado pelos cheiros característicos das vacas, que marcam forte presença em toda a ilha.







Dicas de Viagem 

Companhia aérea
Com a chegada das companhias low cost a São Miguel, conseguem-se preços de viagem fabulosos fora da época alta. Basta estarmos atentos às promoções.

Quando ir
A altura ideal para visitar São Miguel é quando as hortências  florescem, pois estas flores encontram-se por todo o lado, dando uma beleza ímpar à ilha.

Onde dormir
Não faltam opções de dormida em São Miguel. Nós optamos pelo VIP Executive Azores Hotel, que tinha uma promoção irrecusável!

Onde Comer
Segui os conselhos de algumas pessoas que me aconselharam o Restaurante Cais 20. Eu sinceramente não aconselho mesmo nada. O nosso grupo não gostou literalmente de nenhum prato que escolheu. O Marisco não parecia fresco, a lagosta estava mal confeccionada as lapas eram congeladas e sem sabor. O preço dos mariscos é exorbitante para a qualidade que apresenta. A única coisa que se salvou foi um gelado de bolacha e canela. A não voltar!
Aconselho o Restaurante a Tasca - Atendimento 5 estrelas, ambiente muito agradável em que pudemos esperar pela mesa num bar por cima do restaurante, com musica ao vivo. Comida bem confeccionada com preço justo. Convém reservar mesa.
Para comer o cozido das furnas  aconselho o Tony's. Restaurante espaçoso e barato.
O Restaurante da Associação Agrícola de São Miguel em Rabo de Peixe é ideal para jantar, tem um ambiente mais requintado. As costeletas de vitela que pedimos estavam bastante duras. O atendimento não é muito eficiente pois demoram algum tempo a servir.

Alugar Carro 
Aconselho a alugar o carro através da companhia aérea, pois directamente no aeroporto fica muito mais caro.







2 comentários:

  1. Vi este miradouro, realmente espectacular e que se arrisca a passar despercebido, referido em vários guias da net como o Miradouro do Canário. Com este nome Grota (Gruta ?) do Inferno nunca tinha vista. Mas não sei qual realmente é correcto ... só sei que de facto merece mesmo uma visita e ser mais destacado do que tem sido.

    ResponderEliminar
  2. O dia que eu fui estava muiiiiito nevoeiro! :(

    ResponderEliminar