terça-feira, 29 de setembro de 2015

Bratislava


Bratislava
Eslováquia







Partindo de Praga com destino a Viena na Áustria, resolvemos passar um dia em Bratislava. 337 Km separam Praga de Bratislava, e de Viena apenas  78 Km.
Bratislava é uma cidade agradável, em que o centro histórico se percorre todo a pé, sem necessidade de transportes públicos. 
O único senão é que uma frente quente assolou a região em Julho/2015 e as temperaturas dos termómetros registavam 37,5º no dia que estivemos na cidade.
O calor insuportável convidava a bebidas frescas nas esplanadas, e os visitantes tentavam a todo o custo recuperar as energias, refrescando-se nas fontes e bebendo líquidos.... Até a cerveja de pressão saia quente das máquinas, e alguns bares ofereciam pedras de gelo aos clientes para se refrescarem.
Não visitámos tudo o que tínhamos destinado visitar, o calor esgotou-nos rapidamente as energias, e sinceramente as gelatarias e as cervejarias da cidade tornaram-se num destino muito apetecível.... 


Bratislava é a única capital europeia que faz fronteira com dois países, Áustria e Hungria, é dividida pelo rio Danúbio e tem cerca de 450 000 habitantes.




Ruas completamente desertas devido ao calor...




Deixámos o carro junto ao Palácio de Grassalkovich no estacionamento de um centro comercial e saímos para a praça do palácio. Viramos à esquerda com destino ao centro histórico. Atravessar a praça ao meio dia foi uma tarefa heróica, o placard informativo  da praça marcava 37,5º. A praça estava completamente deserta e não se via ninguém nas ruas por onde seguimos... só começamos a ver que não tínhamos chegado a uma cidade deserta, quando nos aproximamos do centro histórico :) 
As fotos do post foram tiradas já no fim do dia, quando a temperatura baixou um pouco....


Hlavné námestie (Praça principal) 


A praça principal da cidade, situa-se na cidade velha e em seu redor podemos visitar praticamente todo o centro histórico.

A fonte mais famosa de Bratislava encontra-se nesta praça. A  Roland Fountain é um dos marcos mais importantes de Bratislava. A sua construção foi ordenada por Maximilian II, o rei da Hungria  em 1572 para fornecer um abastecimento público de água. A fonte é encimado por uma estátua de Maximilian retratado como um cavaleiro. 






Múzeum mesta Bratislavy

Na praça Hlavné námestie podemos visitar também o  o Múzeum mesta Bratislavy. 
Este museu foi inaugurado em 1868 sendo o mais antigo de Bratislava e documenta toda a história da cidade.
















Estátuas 

Uma das atracções de Bratislava, são as estátuas espalhadas pelo centro histórico cada uma representa um personagem ou uma história...




Estátua de um soldado de Napoleão

Na praça principal encontra-se a estátua de um soldado de Napoleão.  A particularidade é que o soldado está encostado a um banco com o rabo virado para a embaixada de França.
Diz o povo que é uma retaliação pelo invasão francesa da Eslováquia.
Napoleão assinou em Bratislava no ano 1805 o tratado que rendeu à França a anexação de diversos territórios após a Batalha de Austerlitz. 







Schöner Náci

Na  esquinas da praça Hlavné námestie com a rua  Rybárska  encontra-se a estátua de Schöne Náci. Retrata uma figura muito popular de Bratislava no século XX. 
Náci era um doente mental que se vestia com roupas velhas de veludo e estava sempre muito aprumado como se fosse uma pessoa rica. Quando passava por uma senhora, tirava o chapéu, beijava-lhe a mão e cumprimentava-a em três idiomas: Eslovaco, húngaro e Alemão.






Cumil

Esta é a estátua mais famosa de Bratislava. É um símbolo da cidade, quase ninguém resiste a levar um postal ou um íman para o frigorífico com a imagem deste operário a espreitar dentro de um buraco. 
Junto à estátua uma placa avisa quem passa " man at work ", talvez também seja uma sátira ao povo Eslovaco, que segundo os Checos guardam em memória da antiga Checoslováquia, não são muito dados a trabalhos em que tenham de despender de muitos esforços ;) sendo assim parece que o operário gosta mais de ver quem passa do que dedicar-se ás suas tarefas...













Teatro Nacional 

Este edifício neo-renascentista na cidade velha é considerado o teatro mais antigo da Eslováquia.











Estatua de Hans Christian Andersen

O escritor da Pequena Sereia ou do patinho Feio, também tem uma estátua na cidade em que está acompanhado pelas personagens dos seus contos! 
Hans Christian Andersen adorava Bratislava e costumava dizer "Para que querem um conto de fadas se já vivem num"
A estátua está localizada em Hviezdoslavovo.














Com o calor que se fazia sentir as pessoas aglomeravam-se junto das fontes para beberem água e refrescarem-se.






Michalská veza (Porta de S.  Miguel) 

É a única porta que resta das 4 entradas da cidade medieval. Esta porta tem uma torre gótica de 51 m encimada por uma estátua do arcanjo Miguel matando um dragão que está na origem do seu nome.

Podemos aceder à torre para ver a vista da cidade, através do  Museu das Armas cuja entrada  se situa junto ao arco.














No túnel da  torre, podemos ver a placa do Ponto Zero de Bratislava. Um circulo dourado cravado no chão com os pontos cardeais e a indicação de distancia para 29 cidades.









Bratislavsky Hrad (Castelo de Bratislava)

O castelo de Bratislava é um conjunto de edifícios que ocupam o topo de uma colina no promontório sul. Deste modo o castelo é visível de quase todos os pontos da cidade, encontrando-se a sofrer obras de restauro.





O Palácio Grassalkovich

O Palácio Grassalkovich, abaixo, é a residência do presidente da Eslováquia.







Igreja da Trindade







Ponte Nova

Esta obra moderna com um um miradouro em forma de disco voador que tem no seu interior um restaurante foi projectada por J. Lacko and A. Tesar.





Na hora de escolher o prato para confortar o estômago, não se esqueça,  quando lhe perguntarem se quer o molho picante, os Eslovacos querem dizer "explosivo" 




Um pormenor do restaurante em que comemos na praça principal. As mesas eram feitas com a parte de baixo de antigas maquinas de costura.
... e se não pensa em dar gorjeta, tire dai o sentido, a conta já tem incluído 10% para o empregado!




Deve visitar também: o Primaciálny Palác (Palácio Primaciálny) 
E a Igreja Azul que fica nos arredores.




Dicas

Como chegar

Tal como referi anteriormente, nós fizemos a viagem de carro, mas se quer chegar à cidade de  transportes públicos pode informar-se Aqui


Cuidados de saúde

 A rede sanitária é razoável. Em todas as maiores cidades há hospitais com médicos que falam inglês. Em cidades menores, aldeias e localidades turísticas há também consultórios e farmácias. É aconselhável fazer um seguro de saúde antes de viajar.


Leis locais e costumes

Se viajar para a Eslováquia, estará sujeito a algumas leis e regras. As pessoas que violam as leis eslovacas podem ser detidas ou penalizadas. De referir que na Eslováquia existe uma lei sobre silêncio noturno entre as 10h00 da noite e as 6h00 da manhã.
Durante a estadia, deve andar sempre com o documento de identidade em lugar adequado e protegido. Se viajar com dois documentos (por exemplo, cartão do cidadão e passaporte), é aconselhável guardá-los separadamente para o caso de perda de algum deles.

É proibido tirar fotografias de objetivos militares ou de estabelecimentos que tenham restrições de segurança.


Números telefónicos de emergência:

- Número de Emergência: 112;
- Polícia: 158;
- Bombeiros: 150;
- Primeiros Socorros: 155;
- Serviço de Estradas: 18123;
- Polícia para Estrangeiros: 0961;
- Números de telefone na República Eslovaca: 1181;
- Números de telefone internacionais: 12149;
- Informações turísticas: 16186.




Clima

Clima continental. O Inverno é frio, com bastante neve e temperaturas abaixo de zero. A Primavera e o Outono são amenos, com temperaturas entre 8º e 15º. O Verão é quente e seco, com temperaturas entre 28º e 32º.
Língua
A língua oficial é o eslovaco. Fala-se também o húngaro (principalmente no sul do país) e o checo. Na grande parte dos estabelecimentos (restaurantes, hotéis, agências) falam-se ainda as línguas inglesa e alemã.
Moeda local / sistema bancário

A moeda oficial é o euro. Em estabelecimentos grandes, são aceites os principais cartões de crédito. Muitas lojas e restaurantes aceitam também o pagamento com cartão de crédito. É possível levantar dinheiro com o cartão de crédito nos terminais ATM.



Vinheta

Se chegar à Eslováquia de carro tem de adquirir uma vinheta para a sua viatura.
Antes de entrar no país encontra várias placas a sinalizarem a aproximação do local de venda da vinheta... Fique atento. No nosso caso que viemos da República Checa, a vinheta encontra-se à venda numa pequena casa de madeira  no meio de um parque de estacionamento num retiro da autoestrada. Aqui pode pagar em K ou em €, não aceitam qualquer tipo de cartão só dinheiro.
Compre a vinheta e preencha-a com a matricula do seu carro depois tem de afixa-la no vidro da frente da viatura. A vinheta com o mínimo de dias que disponibilizam é de" 10 dias" e custa 15,00 € (Julho 2015) . Pode circular livremente pelas auto-estradas do país sem pagar mais nada durante esse período de tempo. 





Sem comentários:

Enviar um comentário